Nós já sabíamos

Nós já sabíamos, desde 1993 que as Cotas para Negros nas Universidades Públicas Brasileiras eram Legítimas. Agora, são Legais. Foi por isso e para isso que fizemos o memorável almoço no Maksoud Plaza, em São Paulo, para lançarmos a proposta nacionalmente, numa sexta-feira, 19 de novembro, de 1993 e não pagamos a conta.

Apesar de todas as dificuldades e críticas que se interpuseram em nosso caminho, aqueles 10 militantes negros e um branco, homens e mulheres, acreditaram e agiram para mudar o quadro político e sócio-racial brasileiro e indicaram qual o caminho a seguir para se alcançar a efetiva equidade: A luta.

Estamos de Parabéns e cada vez mais conscientes de que isso é só o início. Afinal, em 512 anos de História, foram 388 anos de trabalho dos nossos antepassados escravizados e uma herança de 124 anos de exclusão e expropriação social. Está na hora de efetivarmos a tal democracia racial, com acesso à escola, à saúde, ao trabalho, à cultura, enfim, à felicidade.

Um forte abraço para todos os 11 militantes do Núcleo de Consciência Negra na USP, pioneiros na década, na Luta por Cotas para Negros nas Universidades e para Todos os que juntos Lutaram e Lutam contra todas as formas de Racismo que mascaram as instituições, os partidos políticos, os currículos escolares, as práticas religiosas, as relações de trabalho, as relações familiares, entre outras. Com a certeza de que a Luta Continua.

Texto escrito por Luiz Carlos dos Santos, membro-fundador do Núcleo de Consciência Negra.