Atividades

Oficina de dança afro no NCN

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

 

Nos dias 18 e 19 de julho, quinta e sexta-feira da próxima semana , o NCN terá o prazer de receber a professora Inajá Tetembuá e o músico Norman Alvin Silveira do Núcleo Artístico Tembuá para ministrarem Oficina de Dança Afro.
 
As aulas terão duração de uma hora e meia, com início às 18h30min e serão ministradas na sede do NCN, na Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, travessa 4, bloco 3, Cidade Universitária.

Segundo a professora Inajá o o bjetivo da Oficina é “ promover o desenvolvimento das vivências de dança dos Orixás e outros elementos da "cultura afro brasileira ”.

Dança dos Orixás: também conhecida como dança de terreiro, sua característica é trazer a mais pura essência dos movimentos dos Orixás, que são em sua maioria movimentos que estabelece uma relação com os elementos da natureza.

Dança contemporânea: as aulas prescindem suas bases tradicionais, abrindo-se a novos diálogos e garantindo, assim, espaço para criação, experimentação e improvisação.

Dança ancestral: expressão de matriz africana que se permite exercer a imprescindível liberdade criativa da arte contemporânea.

A partir destas linguagens que se perpetuam por gerações, a dança possui um papel fundamental no processo humano e cultural, com enraizamento e a valorização do passado.

Venha vivenciar este momento conosco e, quem sabe, se apaixonar pela Dança Afro, como eu!

 

Inscriç ões : ligue para o NCN no telefone 3091-4291 ou envie e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Participe e divulgue. 

Núcleo nas Férias de Julho/2013

Férias no NCN!

As aulas acabam, mas a diversão não!

 

  • Oficina de Dança Afro
    18 e 19 de Julho às 18:30
    com professora Inajá Tetembuá e músico Norman Alvin Silveira do Núcleo Artístico Tembuá

    As inscrições foram encerradas para oficina de Dança Afro devido ao número elevado de participantes. O NCN tem está estudando a possibilidade de oferecer novamente essa oficina, então envie seus dados (nome e telefone para contato) para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

  • Minicurso de teoria musical
    22 a 26 de Julho às 18:00
    com professor Eder Martins (Banda Eletric Hendrix)

  • Jornada de discussões "Violência nas periferias"
    03 de Agosto das 10:00 às 17:00

 

 

Inscrições:

por telefone: (11) 3091 4291 ou
por email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

ncn folder feriasJulho2013

II Curso de Formação: "Pan-africanismo e a esquerda diante da luta de raça e classe"

O Curso tem o objetivo de oferecer subsídios históricos e sociológicos para o entendimento das relações entre o racismo e o capitalismo,  bem como as tensões, antagonismos e  convergências entre  a chamada esquerda e o internacionalismo negro.

II Curso de Formação: "PAN-AFRICANISMO E A ESQUERDA DIANTE DA LUTA DE RAÇA E CLASSE"

Data: 22, 23 e 24 de Janeiro
Horário: das 19:00 às 22:00

Inscriçoes no site: www.kilombagem.org
Emitiremos Certificado

VAGAS LIMITADAS

Local: Núcleo de Consciência Negra na USP
(Av. Professor Lúcio Martins Rodrigues, travessa 4, bloco 3, Cidade Universitária – São Paulo, SP - telefone: 3091-7746)

Realização: Kilombagem e Núcleo de Consciência Negra na USP

Dúvidas: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Leia mais...

Por uma casa de cultura negra na USP

Contribuindo para as atividades do Mês da Consciência, como não poderia ser diferente, o Núcleo de Consciência Negra na USP convida a todos e todas para somarem em nossas atividades!

No dia 23 de novembro de 2012, dando continuidade a Campanha lançada pelo Núcleo em agosto deste ano, faremos um debate sobre a importância da criação da CASA DE CULTURA NEGRA NA USP no prédio de Ciências Sociais da USP, e após, uma festa na Faculdade de Pedagogia com diversas atrações culturais como rap, dança afro e samba.

Para encerrar, no dia 30 de novembro de 2012, no Barracão do Núcleo de Consciência Negra na USP, faremos uma atividade para debater o GENOCÍDIO DA JUVENTUDE POBRE E PRETA nas periferias de São Paulo que vivenciamos a décadas, mas que se dilatou nos últimos dois anos com maior força e violência estatal.

Após teremos uma "Festa-Protesto", já que estamos de LUTO mas não deixamos de LUTAR, regado a muito HIP HOP, Ideologia Fatal, DUCORRE e Milton Sales.

Confira nossa programação e não deixe de vir conhecer o Núcleo de Consciência Negra na USP!!

A USP VAI FICAR PRETA!!

Leia mais...

Atividade da Frente Pró-Cotas Raciais da USP

O objetivo é discutir a reserva de vagas para negros em instituições que já a implantaram. Antes, será exibido um documentário sobre o cotidiano de mestre Roxinho, que leciona capoeira para jovens refugiados, em Sidney, Austrália.

Programação

  • 16h - Exibição do Documentário “Quem Realmente Somos” (Direção: Paulo Alberton).
  • 18h - Mesa: “Cotas Raciais: Experiências, Desafios e Perspectivas”. 
    • Magali da Silva Almeida – UERJ
    • Dennis de Oliveira – ECA/USP
    • Joel Pereira Felipe – Pró-Reitor de Políticas Afirmativas da UFABC
    • Danilo Alberto – Coletivo Malik – UFSCar
    • Maria Inês da Silva Barbosa – Consultora da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa – MS
    • Humberto Brown – Arthur Ash Institute for Urban Health (EUA)

Local: Núcleo de Consciência Negra na USP (Av. Professor Lúcio Martins Rodrigues, travessa 4, bloco 3, Cidade Universitária – São Paulo, SP - telefone: 11 3091-4291)

Leia mais...

Reunião de formação da Frente Pró-Cotas Raciais na USP

Em março deste ano, o Comitê contra o Genocídio da População Negra, ocupou o Shopping Higienópolis para escancarar e dizer basta ao racismo e ao Apartheid negado na cidade de São Paulo e no Brasil. Em maio, mesma época da criação da Frente Pró-cotas Raciais em São Paulo, o mesmo Comitê saiu às ruas para lembrar que o fim da escravidão, em 13 de maio de 1888, deixou mazelas, manteve a exclusão do povo negro e que isso precisa ser mudado por meio de políticas afirmativas e de muita luta. Na ocasião, a Faculdade de Direito do Largo São Francisco foi palco para uma aula pública sobre a desigualdade que assola a população negra ainda hoje e também para a comemoração da constitucionalidade das cotas raciais nas universidades públicas brasileiras, medida aprovada no Supremo Tribunal Federal (STF) por unanimidade, no dia 26 de abril. Ainda em maio, mais precisamente no dia 31, a Congregação da mesma Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo aprovou, por aclamação, o encaminhamento de uma recomendação para que a USP adote o sistema de cotas raciais.

É ano e tempo de conquista na luta para pela igualdade racial neste país. O Núcleo de Consciência Negra (NCN), que há 25 anos pauta cotas raciais na USP para a garantia a curto prazo do acesso do negro ao conhecimento e à Educação Superior, chama a comunidade USP para a reunião de criação da Frente Pró-cotas na USP. Junte-se anos pela igualdade social e racial.

Primeira Reunião da Frente Pró-Cotas na USP

Dia 13 de junho, quarta-feira às 18h, na sede do Núcleo de Consciência Negra, região dos barracões em frente à ECA

Audiência pública na ALESP sobre a implementação de cotas nas universidades paulistas

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal aprovou a constitucionalidade de uma luta histórica dos Movimentos Sociais pela inclusão nas Universidades Públicas brasileiras, mas vencemos apenas uma batalha, pois esta decisão que contempla parte da luta do povo negro por REPARAÇÕES HISTÓRICAS não obriga as universidades a implementarem o sistema de inclusão social proposto.

A luta do Movimento Negro, Estudantil e dos Direitos Humanos terá agora como missão fazer com que o Projeto de Lei 530/2004 seja aprovado na Assembléia Legislativa de São Paulo e o Projeto de Lei 180/2008 seja aprovado no Senado.

Leia mais...

Aniversário de 25 anos do NCN

Amig@s, convidamos você para o aniversário de 25 anos do NCN, sexta-feira, 11/05/2012, às 18:00. Festa de encerramento com muita música boa.

Debate de abertura: Identidade negra brasileira

  • Allan da Rosa - arte-educador, escritor e angoleiro
  • Jupiara Gonçalves de Castro - fundadora do NCN

 

Leia mais...