Quem somos

O Núcleo de Consciência Negra na USP, o NCN, foi fundado em maio de 1987 por servidores técnico-administrativos, docentes e estudantes de graduação e pós-graduação da USP com o objetivo de construir a discussão étnico-racial na Universidade e na sociedade. O grupo era vinculado às suas respectivas entidades de classe: Associação dos Funcionários da USP (atual SINTUSP), Associação dos Docentes da USP (ADUSP), Diretório Central dos Estudantes (DCE) e Associação dos Pós-graduandos da USP (APG). Essas entidades foram fundamentais para o desenvolvimento do projeto.

Desde a sua fundação, o NCN cumpriu um papel agregador entre ativistas que lutam pelos direitos civis da população negra, e se apresentou, por diversas vezes, como defensor de um projeto de nação que leve em conta a participação da população negra na elaboração e gestão de políticas públicas. Esta atuação tem se traduzido na realização de atividades de combate ao racismo, através da elaboração e desenvolvimento de projetos educacionais voltados ao acesso ao conhecimento e pela valorização da cultura afro-brasileira. Isso se traduz pela luta ao acesso à Universidade Pública de parcela da população historicamente excluída, através de políticas afirmativas. Acumulou-se, então, mais de vinte anos de debate sobre o conflito racial brasileiro no espaço Universitário e em outros setores da sociedade.